sábado, 18 de fevereiro de 2012

Como morrem os gatos velhos


por David Montolio, postagem em espanhol no Blog Dissonante, tradução português Nina Flores

Ontem à noite recebi um telefonema que estava esperando por um tempo. Meu irmão, que mora em Valdivia, no Chile, informou-me que a gata de 14 anos, desaparecida há três dias e que nada sabemos dela, deixou sua tigela de comida vazia e sem água no pires. A mesma coisa tinha acontecido há alguns anos com o gato, seu "marido", que um dia desapareceu e nunca mais soubemos nada.

Naquela vez, ficamos em dúvida se o gato, que tinha aproximadamente 10 anos, estava se divertindo entre suas lutas e teria sido assassinado, ou teria sido atacado por um cão, ou teria morrido atropelado por um carro e assim por diante. A verdade é que ele desapareceu e nunca, nunca mais sabemos dele, o que tinha acontecido com ele, mas como era mais ou menos de idade e preguiçoso, assumimos que ele morreu lá, quieto e solitário, preocupado que seu corpo não fosse um estorvo para ninguém.

A gata tinha emagrecido nos últimos meses. Como era cabeluda, sempre dava a impressão de ser gordinha, mas se você tocasse, sentia uma a uma as vértebras do dorso e ossos do quadril.

Por algum tempo, a gata de idade e manhosa, decidiu parar de comer sozinha, obrigando os habitantes da casa a segui-la para alimenta-la. Assim, quando lhe dava fome, ficava na frente de alguém, mostrava aquela cara de apuro, miava algumas vezes e corria para a cozinha. Se alguém a seguia, a via esperando ao lado do seu prato com biscoitos de carne ou peixe, e apenas ao ver a pessoa, colocava a cabeça no prato e podia ser ouvido o mastigar dos alimentos em seus dentes.

O ponto é que ela não aparece há dias e eu pude encontrar na internet informações precisas sobre o que os gatos fazem quando percebem que estão velhos e vão morrer. Imagino que se sentem velhos, se percebem fracos e manhosos, e percebem que os dias estão ficando mais curtos, está ficando frio nas manhãs.

E imagino que, quase sem pensar, por instinto, eles relembram toda sua vida e sobem em uma árvore, saltam um muro, tudo aquilo que sempre faziam, mas para ir mais longe. Eu imagino que cheiram vários lugares, os mais ocultos, debaixo de um arbusto, onde o vento não lhes dá muito frio, colocam o nariz debaixo da cauda, ​​fazem um pequeno círculo e esperam.

De qualquer forma, tenho dúvida sobre como prever quando vão morrer. Isto é, eles podem ter que aguardar dois dias ou talvez uma semana antes da morte. Além disso, ao sair para buscar seu lugar, devem saltar um muro, subir em uma árvore, em seguida, ficam fracos. Com isso, eu suponho, voluntariamente, que morrem então de fome.

Após a morte, dependendo do local de sua escolha, várias coisas podem acontecer. O pior, eu acho, é um ser humano encontrar o corpo, colocá-lo em um saco de lixo e acabar apodrecendo em um aterro sanitário. O melhor, penso eu, seria que a chuva rompesse o pequeno corpo e tornasse-o parte da terra, fertilizando de forma absolutamente natural. É também possível que o corpo vai ser comido por um cachorro ou uma ave de rapina (urubu), também integrando-o de volta à natureza.

Em todo caso, eu acho uma atitude nobre, muito responsável, não forçarmos ninguém para cuidar de seu corpo. E vale muito a pena imagina-la com o nariz debaixo da cauda bem enrolada, esperando o início da chuva, fechando os olhos uma última vez.


(As fotos são dos dois gatos mencionados no texto, tiradas no verão de 2006).  

28 comentários:

  1. Querida Nina,

    Escrevo com o coração apertado, pois desde pequena tenho gatos, e já senti a ausência inesperada de alguns deles. Mas assim como o autor, prefiro imaginar que de alguma forma mágica, como que por encanto, meus amigos de pelo se integraram novamente à natureza.

    Obrigada por compartilhar esse belo depoimento!

    ResponderExcluir
  2. nossa, como chorei!!!
    acabo de acolher uma gata (adulta) da rua, e é a primeira vez que trato de gatos. Estou me sentindo muito privilegiada por ter a amizade de uma gata tão especial, ela é mesmo única. Mas ainda tenho muito o que aprender.

    ResponderExcluir
  3. Lindo depoimento, parabens. Acabamos de nos despedir da nossa Julia, 16 anos de vida. Ela escolheu um cantinho para ficar, parou de comer ou beber agua e se foi. Agora ela esta integrada ao jardim, que tanto gostava.

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo, chorei, minha gata persa de 9 anos sumiu a 4 dias, ela estava bem doente, pele e osso, o pelo escondia, descobri que estava com insuficiência renal cronica, estava tomando soro venal todo dia, não comia (só na seringa) nos finais de semana eu estava dando soro em casa, no domingo pela manhã fui procurá-la e não a encontrei mais, ela estava com o cateter na patinha da frente, é muito triste não saber o que aconteceu com ela. Ela faz muita falta pra mim, eu a amava muito!Vou amar sempre!

    ResponderExcluir
  5. Leticia tinha 17 anos. Se chamava assim porque era muito alegre desde pequenina. Era autoritária com os outros dois, reivindicativa, companheira, participativa e manhosa nos finais de tarde quando se deitava na poltrona da sala de televisão e pedia carinho.
    Estava sempre presente. Acompanhava o trabalho da faxineira, corria qdo a campainha da porta tocava, sentava na frente do monitor do computador e buscava minha atenção.
    Ela se foi e deixou um vazio imenso na casa e no coração.

    ResponderExcluir
  6. Um gato SRD de rua, de cor cinza, de aproximadamente três anos que eu cuidava, infelizmente veio a falecer envenenado. O mesmo morava em uma escola e todos os dias alimentava ele e mais outros onze gatos e gatas. Alguns cheguei a castrar para evitar o nascimento de mais gatos. Todos que passavam tinham pena mas ninguém era capaz de adotá-los.

    ResponderExcluir
  7. Minha gatinha Denise estava muito magra e pedia comida o dia todo mas não comia quase nada. Estava estranha pois subia todo dia na pia ou na mesa da cozinha e comia ou tentava comer de tudo. Ficavamos muito bravos com ela. Tinha aproximadamente 13 anos...acho que ela morreu, pois sumiu a dois dias....queria muito encontra-la...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela apareceu. O meu apresentava os mesmos hábitos,tinha 18 anos,faz 4 dias que sumiu.

      Excluir
  8. Estou desesperada, pois minha gata Dara de 20 anos sumiu esta manha 14/07/14... Ela estava com todos estes sintomas que vcs citaram.. Já corri pelas ruas a procura dela.. Perguntei para os vizinhos.. E nada... Não quero aceitar que ela se foi... Ta doendo demais... :....(

    ResponderExcluir
  9. Oi...me emocionei muito com o texto. meu gato de 16 anos sumiu tem umas 36hs e nenhum sinal. Não estava doente,mas nunca dormiu fora de casa. Percebemos ontem logo cedinho que não estava em lugar algum da casa. Estamos todos desesperados e ninguém da vizinhança o viu..Tô arrasada...Desde ontem choro muito. Inclusive agora...Tenho ele desde criança...tá doendo demais...:(

    ResponderExcluir
  10. Minha gata de 17 anos, estava comendo muito pouco e vomitava em seguida, ela bebia bastante agua e urinava bem. Ficava com olhar arregalado e parado. Estava andando meio cambaleante. Uma médica veterinária me disse que, não adiantava encher ela de medicamentos, porque "o dia" dela "partir" já estava próximo. E eu a trouxe para casa, e por coincidência, no outro dia, no programa Mais Você, o André Marques entrevistou o ator Carmo Dalla Vecchia, que disse que, falou para o seu cão velhinho que estava doente: "...você pode partir em paz, que eu vou ficar bem..." pouco depois, o cão faleceu. Chorei muito! Depois fui até a caminha da minha gata e conversei com ela...Fui trabalhar e quando voltei ela não estava em nenhum lugar da casa, os meus outros 5 gatos estavam todos. Procurei pelo jardim, no quintal, e nada. No dia seguinte, pela manhã, fui até uma matinha que tem atrás do meu quintal e nada. Já se passaram 4 dias, eu queria achar o corpinho dela, para sepultar no jardim e plantar umas sementes de margaridas em cima. Tenho bastante fotos dela, para ficar na lembrança.

    ResponderExcluir
  11. Olá minha gata de 18 anos desapareceu desde ontem, ela é cega, procuramos em vários lugares. O texto é tão real. Estava magra, todos os dias tínhamos que dar a comida na boca dela, estava frágil.

    ResponderExcluir
  12. Com muita dor no coração, angústia venho partilhar da mesma dor de vcs !!!!! Meu gato meu menino desapareceu há dias !!!! Um companheiro ... cuidei com muito amor... castrei... para ficar sossegada ...mas sempre dava umas escapadinhas ...brincávamos. ..fomos muito feliz com ele !!! Obrigado universo por me proporcionar momentos inesquecíveis com meu felino, um dia há de nos encontramos nessa imensidão do Universo...incrível como os animais de estimação fazem parte da nossa família *meu menino saudades eterna*

    ResponderExcluir
  13. Com muita dor no coração, angústia venho partilhar da mesma dor de vcs !!!!! Meu gato meu menino desapareceu há dias !!!! Um companheiro ... cuidei com muito amor... castrei... para ficar sossegada ...mas sempre dava umas escapadinhas ...brincávamos. ..fomos muito feliz com ele !!! Obrigado universo por me proporcionar momentos inesquecíveis com meu felino, um dia há de nos encontramos nessa imensidão do Universo...incrível como os animais de estimação fazem parte da nossa família *meu menino saudades eterna*

    ResponderExcluir
  14. Chico Xavier dizia que bichos são tão puros que quase não levam tempo para reencarnarem... Que Deus abençoe tudo! Amamos você, bichinhos lindos!

    ResponderExcluir
  15. O meu gato Nick tem quase 15 anos. E esta na mesma situação. Ele já fugiu duas vezes essa semana. Nós o achamos no porão de um vizinho escondido. Era um lugar que ele costumava ir quando jovem. Está tão magrinho. Anda com muita dificuldade. Cambaleando... Já não come sozinho. Damos leite, a vitamina dele e água com uma seringa. Mas, ele já não quer mais comer. Estou muito triste porque sei que o inevitável está prestes a acontecer.

    ResponderExcluir
  16. A gata sumiu já faz alguns dias, ela apareceu na família do nada, sumiu e reapareceu gravida, estamos ate hoje com os filhos dela, lendo esses depoimentos acho que ela estava doente, e se isolo, não se sabe aonde, talvez ate para morrer,sinto saudades dela, deixo os filhos, So fiquei triste por ela ter sumido sem aunemos poder enterra-la, de resto fez parte da nossas vidas, e isso acho que foi mais legal de tudo.

    ResponderExcluir
  17. ������ que triste...Meu gato era novinho, mais o menos 1 ano e meio, estava com fiv e felv �� 20 dias tratando ele na boca,dando remedios e do nada ele começou a se esconder, então percebi que ele estava muito mais debilitado do que eu via..sexta a noite deixei ele mais a vontade, livre pela casa, mas então no sábado às 06:00 da manhã acordei e fui ve-lo e ele não estava mais no mesmo lugar.Sumiu do nada.������ faz uma semana que estou a procura...Ele não pode ter ido embora, estava muito mal, em fase terminal..Meu Deus alguém me ajuda..oque eu faço?

    ResponderExcluir
  18. Minha gata, Mel, de 16 anos, morreu hoje. Há 1 semana sem comer, tentamos dar na seringa pelo menos água e ela gorfava. Ontem conversei com ela, fiz carinho, lembrei a ela de qdo a peguei na rua... De como era mordia meu queixo, de seus apelidos q eu dava(MelBem, cheirinho de gato, minha flor de maracujá). Ela estava muito fraca, tadinha, e não havia mais nada que eu pudesse fazer. Ontem já havia pensado na eutanásia. Mas hoje pela manhã, ela não acordou...
    Foi.horrivel vê-la morta. A gente já sabia que estava indo, mas a gente nunca quer que vá.
    Descansou minha Melmel... Desculpa se não cuidei o suficiente e obrigada por tudo. Te amo pra sempre.

    ResponderExcluir
  19. O gatinho da minha casa morreu ontem, costumo dizer "da minha casa" pq ele acabou se tornando um membro da família, ele nasceu eu tinha um aninho de idade, ele me viu crescer, e ontem com seus 16 anos ele se foi, estava com esses sintomas que foi falado no texto, já não comia e nem bebia, estava sofrendo bastante, aí ontem meu irmão conversou com ele e disse que ele parasse de lutar, e começou a conversar com ele dizendo que ele tinha sido um bom garoto, que nós o amávamos, e que ele já tinha lutado bastante, e que ia fazer muita falta pois ele era um membro da família, aí com uns 15 minutos ele se foi... É muito triste. É chorando que escrevo essas palavras... :/

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Muito triste! minha Gata se chamava Princesa, tinha ele desde filhotinho, a tomei de crianças que a judiavam na rua e a adotei, companheira, sempre perto, dormiamos juntas, quando saia de casa ele chorava muito alto, queria meu colo e me abraçava... hoje com 12 anos ela deitada acordou e vomitou um pouco e saindo para o quintal achei que fosse brincar, fui trabalhar e a noite senti falta de sua companhia, ela era como uma sombra... me senti angustiada, e como não notei logo esta ausencia me pertubei muito, sai a procurar e a chamar por ela, e assim no qintal me deparei com ela morta! meu coração esta apertado, sua falta me oprime muito, muita saudade! doi muito esta perda...

    ResponderExcluir
  22. Meu Deus quantos depoimentos tristes e algo em comum me chama atenção e me entristece é o acesso que esses indefesos animais tem à rua! como vcs conseguem dormir tranquilos sabendo que seus bichanos vai e volta (qdo volta) quando querem ? Isto é se não encontrarem no caminho pessoas maldosas que judiam, atropelamentos e enfim..Sou super protetora meus gatos não sai de jeito nenhum na rua, não pq não quero mas sim pq boa confio em deixa los expostos a todo tipo de perigo

    ResponderExcluir